Aspectos do Amor

Leitura de Domingo, 10 Maio 2020
Laurence Freeman, OSB

Do Retiro com Laurence Freeman (London: Medio Media/Arthur James, 1997), pgs. 84-86.

À luz da experiência da meditação somos capazes de ver...o grande poder de equilíbrio do amor, que nos cria, nos acompanha...que nos cura e nos ensina... Não se trata de um amor que precisamos conquistar ou merecer, mas é um amor que está constantemente conosco.
Nossos olhos estão bem abertos na meditação, para ver o quanto este poder do amor está presente em meio a nosso desequilíbrio, nossa teimosia, nossa distração. Mesmo na distração de nossa meditação somos capazes de sentir, cada vez mais profundamente, a presença da paz. E, na medida em que nos ensina a nos amarmos a nós mesmos, a amarmos aos outros e a amar a Deus, a meditação também nos ensina que todos os relacionamentos são, na verdade, aspectos de um relacionamento.

original em inglês:

From Laurence Freeman OSB, ASPECTS OF LOVE: On Retreat with Laurence Freeman (London: Medio Media/Arthur James, 1997), pp. 84-86.

In light of the experience of meditation we are able to see . . .the great balancing power of love that creates us, that accompanies us . . . that heals and teaches us. . . . It is not a love we need to gain or to earn but a love that is constantly with us.

Our eyes are opened through meditation to see how much this power of love is present in the midst of all our imbalance, our waywardness, our distractedness. Even in the distractedness of our meditation we are able to feel more and more deeply the presence of peace. And as it teaches us to love ourselves, to love others, and to love God, meditation also teaches us that all relationships are really aspects of one relationship.