Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Domingo de Páscoa

D. Laurence Freeman

Domingo de Pascoa

Lucas 24, 13-35

Abriram-se os olhos deles e o reconheceram. Mas ele desapareceu de sua vista. Comentavam: - Não se abrasava nosso coração enquanto nos falava pelo caminho.

Ele vem a nós oculto; a salvação consiste em o reconhecermos (Simone Weil)

Desde a quarta-feira de cinzas até a manhã da Ressurreição tem sido uma longa estrada. Ainda não acabou. Tudo o que nos passou despercebido será revisitado, tantas vezes quantas necessário, até que o reconheçamos. Mas, a partir de agora, essa estrada está iluminada por sua luz. Acima de tudo, não há mais nada a temer.

O convite a que somos convidados, que é o de morrer, também é o de ressuscitar para uma nova vida, de comunidade, de comunhão, de uma vida plena isenta de medo. Creio que seria difícil avaliar do que é que as pessoas têm mais medo: da morte ou da ressurreição. Mas, na meditação perdemos todos os nossos medos, porque nos damos conta de que a morte é a morte do medo e, a ressurreição é a elevação a uma nova vida. (John Main).

FELIZ PÁSCOA
ALELUIA!

 


 

Texto original em inglês

Easter Sunday: Luke 24:13-35

And their eyes were opened and they recognised him; but he had vanished from their sight. Then they said to each other, ‘Did not our hearts burn within us as he talked to us on the road.

He comes to us hidden; salvation consists in our recognising him (Simone Weil)

It has been a long road from Ash Wednesday to the morning of the Resurrection. It is not finished yet. Anything we have missed we will revisit as many times as necessary until we recognise it. But, from now, on the road is bathed in his light. Above all, there is nothing more to fear.

Our invitation to die is also one to rise to new life, to community, to communion, to a full life without fear. I suppose it would be difficult to estimate what it is people fear most – death or resurrection. But in meditation we lose all our fear, because we realize that death is death to fear and resurrection is rising to new life. (John Main).

HAPPY EASTER
ALLELUIA!