Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Terça-feira da Semana Santa

D. Laurence Freeman


Jo 13: 21-33,36-38: E era noite...

Hoje somos convidados a concentrar-nos no que aconteceu na última ceia. É claro-escuro - o implacável enfrentamento das trevas e da luz. Sombras pesadas são derramadas.

Sombras acontecem quando a luz encontra um objeto resistente que se recusa a ser - ou não pode ser - transparente. Esta resistência é o ego, e o pobre do Judas tornou-se o símbolo universal dele. Com o coração pesado Jesus vê e diz a seus companheiros que vai ser traído. Ele sabe que seu fim deve implicar total rejeição e abandono. Eles não dizem “nunca”. Eles perguntam “quem?” Cada um espera que não seja ele próprio.

Só o jovem João, “aquele que Jesus amava" e que esteve ao pé da Cruz, poderia ousar perguntar “quem?” Jesus dá um pedaço de pão – seria antes ou depois de suas palavras de consagração (que não ocorrem no relato de João)? - a Judas. Então Satanás entra em Judas. E “é noite” para este alegre bando de discípulos, esta maravilhosa comunidade de ideais está prestes a explodir. “Satanás” significa a recusa, a rejeição, a resistência sólida ao poder da luz, que a refrata em sombra escura. Na história cristã, mais tarde, ele é chamado o Anti-Cristo, porque ele aparenta ser aceitação e reverência, mas é, de fato, o maior oposto a que se pode chegar.

Aqueles em quem entra Satanás, nesse sentido, nem sequer sabem disso. É por isso que é tão terrível e assustador e perigoso. A corrupção dos melhores é o pior, e o pior sempre encontra uma maneira de justificar-se ou celebrar-se. A traição é feia, e sempre vai aplicar cosméticos. Mas mergulhe neste sombra e você vai encontrar um brilho estranho. Rumi pode ter visto isso quando disse Se és o amante do Amor e buscas o Amor, tome um punhal afiado e corte a garganta da timidez.

No momento do desafio, no entanto, a única maneira de proteger-nos desta enorme auto-ilusão é ser íntimo da verdade, é descansar a nossa cabeça em seu peito. Permitir-nos ser aquele a quem a Verdade ama. Este descanso, este deixar-se ser amado, essa intimidade com o único mestre que dissolve o ego, é o significado da meditação na fé cristã.


Com amor
Laurence



Texto original em inglês

Tuesday of Holy Week
Jn 13:21-33,36-38: And it was night

Today we are asked to focus on what happened at the last supper. It is chiaroscuro - the stark confronting of darkness and light. Heavy shadows are shed.

Shadows happen when light meets a resistant object that refuses to be - or cannot be - transparent. This resistance is the ego and poor Judas has become the universal symbol of it. With a heavy heart Jesus sees and tells his companions that he will be betrayed. He knows that his end must involve total rejection and abandonment. They don't say 'never'. They ask 'who?' Each hopes it will not be himself.

Only young John, the 'one Jesus loved' and who stood at the foot of the Cross, could dare ask him 'who?' Jesus gives a piece of bread - is it before or after his words of consecration (which don't occur in John's account) ? - to Judas. Then Satan enters Judas. And 'it is night' for this merry band of disciples, this wonderful community of ideals is about to explode. 'Satan' means refusal, rejection, the solid resistance to the power of light that refracts it into dark shadow. In later Christian history it is called the Anti-Christ because it looks like acceptance and reverence but it is in fact as much the opposite of that as you can get.

Those whom Satan, in this sense, enters into don't even know it. That is why it is so terrifying and creepy and dangerous. The corruption of the best is the worst and the worst will always find a way of justifying or celebrating itself. Betrayal is ugly and will always apply cosmetics. But dive into this shadow and you will find a strange glow. Rumi may have seen this when he said If you are Love’s lover and in quest of Love, take a sharp dagger and cut the throat of bashfulness.

In the challenging moment, however, the only way of protecting ourselves from this massive self-delusion is to be intimate with the truth, to rest our head on its breast. To allow ourselves to be the one whom the Truth loves. This resting, this allowing ourselves to be loved, this intimacy with the teacher that alone dissolves the ego, is the meaning of meditation in Christian faith.

 

With love

Laurence

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.