Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Segunda-feira da Quinta Semana da Quaresma

D. Laurence Freeman


Jo 8, 1-11: Quem dentre vós não tiver pecado, atire a primeira pedra.

A sabedoria salomônica é totalmente óbvia e irrefutável quando uma pessoa tem clareza e coragem de expressá-la.

A clareza cresce com o espírito de aceitação e a purificação da mente. Não é possível conceitualizar essa clareza, assim como não é possível olhar para uma tela totalmente translúcida: só podemos ver através dela. A 'visão de Deus' é o simples enxergar, não o olhar para alguma coisa. Com essa visão que resulta de um coração puro, podemos enxergar com clareza, através de toda ilusão e auto-engano, todos os jogos que o ego joga.


Mas essa clareza acaba separando da multidão aquele enxerga — uma multidão com aquela que vai para cima da mulher pega em adultério. Não gostamos de sentir que estamos certos e somos melhores, de sentir nosso pequeno ego ampliado pelas pessoas justas ao nosso redor? É o efeito de uma multidão cantando em um estádio de futebol, de um ataque racista ou de um estupro coletivo. Reforçamos e lisonjeamos uns aos outros quando escolhemos como alvo alguém mais fraco, que pode ser inocente ou que tenha sido pego fazendo alguma coisa errada. Nossa raiva da vítima esconde nossa própria vergonha.


É preciso ter coragem para ter tal clareza e romper com a multidão, para lutar pela verdade. Mesmo nesta passagem, Jesus não toca os corações da multidão que estava prestes a apedrejar a mulher. Ele apenas tira deles o falso raciocínio e a falsa justificativa para suas ações. O ego coletivo da multidão ficou temporariamente tomado de remorsos, e assim os pequenos egos individuais das pessoas foram esvaziados. Mas como elas devem ter odiado Jesus quando chegaram em casa e falaram sobre o que tinha acontecido! Tomara que, àquela hora, a mulher já tivesse escapado em segurança. Jesus, porém, tornou-se o novo alvo da multidão...


Ter clareza e ser compassivo não são sinônimos de sucesso social.


Com amor
Laurence


Texto original em inglês

Monday 5th Week Lent
Jn 8:1-11: Let the one among you who is without sin be the first to throw a stone at her.”

The wisdom of Solomon is so obvious and irrefutable once someone has had the clarity and courage to express it.

Clarity grows with the spirit of acceptance and the purifying of the mind. We can’t conceptualise this clarity anymore than we can look at a perfectly translucent screen. We see through it. The ‘vision of God’ is simple seeing not looking at. With this vision that is the result of a pure heart, we can see with clarity through all the illusions and self-deceptions, all the games the ego plays.

But this clarity separates the one who sees with it from the crowd, one like the crowd ganged up on the woman caught in adultery. Don’t we like to feel that we are right and better and then to feel our little ego magnified by the self-righteous people around us. It’s the effect of a chanting crowd in a football stadium or a racist attack or a gang rape. We reinforce and flatter each other by targeting someone weaker who may be innocent or who has been caught doing something wrong. Our anger at the victim hides our own shame.

It takes the courage of such clarity to break with the crowd and stand for the truth. Even in this story, though, Jesus doesn’t touch the hearts of the crowd who were about to stone the woman. He simply removes from them the false reasoning and justification for their actions. Temporarily their collective ego was pricked and so their individual little egos deflated. But how they must have hated him when they got home and talked about it. We hope that by then the woman had got safely away. Jesus however was their new target.

Being clear and being compassionate doesn’t equate with social success.

 

With love

Laurence

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.