Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Sexta-feira da segunda semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Matthew 21:31-46: A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular.

O sonho ecológico é produzir energia nova pelo re-processamento de todo o lixo. Qualquer coisa que tenha sido jogada fora é então re-integrada para dentro da economia da vida e um senso de equanimidade e equilíbrio é encontrado. Mas isso é tão difícil de ser feito na vida interior como no nível global.

Qualquer que seja o momento que alguma coisa é jogada fora (desperdiçada) ou rotulada como inútil (rejeitada), nele vem junto um sentimento de haver falhado ou de uma oportunidade perdida ou de não-completitude. O mais profundo instinto humano busca o significado, a totalidade, a conexão e integração. Nada deveria nunca ser visto como separado do todo simplesmente porque não pode ser separado. Todos temos memórias ou relacionamentos que desejamos excluir porque não se adequam ao padrão de nossas vidas. ‘Não viva no passado‘ é um bom conselho; mas rejeitar o passado antes de que seja integrado significa que não pode ser transcendido. Rejeitar, reprimir, é meramente nos encavar em um buraco mais profundo de onde é cada vez mais difícil nos desaterrar. Nós podemos, na idade mais avançada, esquecermos o que reprimimos, mas o passado não nos esquece.

 

Meditação é a exposição da totalidade de nossa pessoa à radiação do presente. Quanto mais forte é a luz do agora, que contem todo o tempo e revela a unidade simples da vida, mais a integração e subsequente transcendência ocorrem naturalmente, e no tempo certo delas. Muitas pessoas têm esta experiência em momentos de graça ou crise nos quais a estrutura do tempo (passado, presente, futuro) simplesmente fundem-se e assim percebem a totalidade do espectro da história-de-vida em um momento. A contemplação é sempre contemporânea.

Uma outra maneira de aquilo que foi reprimido retornar (o ‘retorno do recalcado’) é perceber que a repressão nunca é efetiva. Ela somente nos emaranha mais nesses aspectos que desagradam à memória. Ele eventualmente retorna (como o Jesus rejeitado retornou) e é visto diferentemente.


Uma doença que atira a vida para uma perambeira onde todo o controle é perdido torna-se uma revelação e uma benção. Uma criança deficiente física vista como inconveniente, uma punição ou uma vergonha pode ser rejeitada de várias formas. Então os olhos da família são abertos e ela vê a criança como uma dádiva de Deus que os inunda com maravilha e gratidão. A pedra rejeitada transforma-se em pedra angular.

Com amor

Laurence

 


 

Texto original em inglês

Friday 2nd Week Lent
Matthew 21:31-46: The stone that the builders rejected has become the cornerstone

The ecological dream is to produce new energy by re-processing all waste. Whatever has been thrown away or rejected is then re-integrated into the economy of life and a sense of equanimity and balance is achieved. But this is as hard to do in the inner life as at the global level.

Whenever something is thrown away (waste) or labelled as useless (rejected) there is an accompanying feeling of failure or of a missed opportunity or of incompleteness. The deepest human instinct is for meaning, wholeness, connection and integration. Nothing should ever be seen as separated from the whole simply because it can’t be separate. We all have memories or relationships that we want to exclude because they don’t fit in with the desired pattern of our life. ‘Don’t dwell on the past’ is good advice; but to reject the past before it has been integrated means it cannot be transcended. To reject, to repress, is merely to dig a deeper hole from which it becomes harder and harder to extricate ourselves. We may, in old age, forget what we repressed but the past has not forgotten us.

Meditation is the exposure of our whole person to the radiance of the present. The stronger the light of the now, which contains all time and reveals the simple unity of life, the more this integration and subsequent transcendence occurs naturally, in its own good time. Many people have experienced this in moments of grace or crisis when time’s structures (past, present, future) simply melt down and they perceive the whole spectrum of a life-history in a moment. Contemplation is always contemporary.

Another way for what has been rejected to return (the ‘return of the repressed’) is to realise that rejection never works. It only entangles us more with those aspects of a memory we dislike. Eventually it returns (as the rejected Jesus did) and is seen very differently.

An illness which throws life into a skid where all control is lost becomes a revelation and a blessing. A handicapped child seen as an inconvenience, a punishment or a shame can be rejected in various ways. Then the family’s eyes are opened and they see the child as a gift of God that floods them with wonder and gratitude. The rejected stone becomes the foundation stone.

 

With love

Laurence

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.