Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Domingo de Ramos

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Havia uma multidão de pessoas que estendiam seus mantos na estrada, enquanto outras cortavam ramos das árvores e os espalhavam no caminho.

Eram ramos das palmeiras que ladeavam a estrada, daí o nome Domingo de Ramos. As palmeiras simbolizavam a vitória e até mesmo a imortalidade. Por sabermos o que logo vai ocorrer com Jesus, a celebridade momentaneamente envolvida pela aura do sucessso, sentimos quão vazia é esta celebração e esta aclamação. O índice de popularidade vai despencar vertiginosamente assim que o apoio oficial for retirado.

As celebridades, que estão nos programas de bate-papo de todas as noites, surgem em gradações que variam dos superheróis aos pequenos aspirantes ao sucesso. O que todos têm em comum é um grau de irrealidade que acompanha a auto-identificação com a opinião que outras pessoas têm a seu respeito. É difícil não fazer isso, porque nossos egos são fracos e nossa intimidade com o Eu verdadeiro é apenas eventual e facilmente ofuscada pela gratificação intensa ou pelo grande sofrimento no domínio do ego.

Esses quinze minutos de fama representam o mais elementar e o mais bruto dos testes a que Jesus será submetido nos dias que se seguem. Se ele se tivesse deixado seduzir por tudo isso, então não estaria pronto para a verdadeira passagem que ele está iniciando aqui: deste mundo para este mundo, mas com a única diferença do pleno despertar da consciência.

Assim, ele nem pisca ou cede à confortável sensação de ser aplaudido. Teria sido uma auto-ilusão, a falsa divindade da celebridade e do poder, uma falsificação da imortalidade. A aclamação dá uma ideia da altura da qual ele cairá aos olhos dos homens e, assim, que dolorosa rejeição ele sofrerá. Mas, de outro modo, ela não é significativa. Ele não se distrai. Tem início o grande desapego.

 


 

Texto original em inglês

Palm Sunday

Great crowds of people spread their cloaks on the road, while others were cutting branches from the trees and spreading them in his path.

These would have been branches of the palm trees that lined the roads, hence Palm Sunday. Palms were symbolic of victory even of immortality. Because we know what will soon happen to Jesus, the celebrity bathed momentarily in the aura of success, we sense how hollow this celebration and acclaim really is. The popularity ratings will plummet as soon as official backing is withdrawn.

Celebrities - they are on chat shows every night – come in grades from superheroes to aspiring minor celebrities. What they have in common is a level of unreality that accompanies identifying yourself with other people’s opinion of you. Its hard not to do this because our egos are weak and our intimacy with the Self is episodic and easily overshadowed by intense gratification or suffering in the ego realm.

These fifteen minutes of fame are the most elementary and crudest of the tests that Jesus will be put to in the coming days. If he was seduced by it he would not have been ready for the real passage he is beginning here – from this world to this world, but with the single difference of the full awakening of consciousness.

So he doesn’t even blink and indulge the comfortable feeling of being applauded. It would have been a self-delusion, the false divinity of celebrity and power, a fake immortality. The acclaim suggests from what a height he will fall in the eyes of men and so what painful rejection he will undergo. But otherwise it is of no significance. He is not distracted. The great detachment has begun.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.