Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Terça-feira da quinta semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Você se acomodou a uma velha inimizade. Você define a si mesmo e a sua parcela do direito por meio da pessoa que, pela sua maneira de ver, se opôs a você.

Talvez isso tenha ocorrido, e talvez tenham mesmo lhe traído ou caluniado. De qualquer forma, seus sentimentos de hostilidade tornaram-se uma perversa fonte de sustentação e de energia. É uma sensação boa a de ter um inimigo, quase tão boa quanto a de ter um amigo. A energia que colocamos na inimizade reduz o que podemos investir em nossos amigos, mas não gostamos de ver ou admitir isso. Talvez a causa original da discussão tenha se desvanecido em sua memória. De tal maneira transformou-se em história que tornou-se embaraçoso invocá-la de volta à luz e ver o quão trivial e obsoleta está agora. Ao invés do devido processamento e da discussão racional, colocamos uma ordem permanente à entrada de seu perímetro de segurança negando acesso a seu inimigo.

Até que um dia seu inimigo estende a mão para você. Ou envia uma palavra reabrindo as negociações. Primeiramente você se sente ofuscado, depois ofendido e, depois confuso quanto a o que fazer. Mas, a graça ainda não terá acontecido, até você olhar novamente para seu inimigo.

 


 

Texto original em inglês

Tuesday Lent Week 5

You have settled into an old enmity. You define yourself and your share of the right by the person who has, as you see it, opposed himself to you. Maybe they did, and maybe they did betray or traduce you. Anyway, your feelings of hostility have become a perverse source of nourishment and energy. It feels good to have an enemy, almost as good as having a friend.

The energy we put into enmity reduces what we can invest in our friends; but we don’t like to see or admit this. Perhaps the original cause of the argument has faded in your memory. It has become so much history that it is embarrassing to summon it back into the light and see how trivial and outdated it is now. In place of due process and rational discussion we place a standing order at the gate of your security compound denying admittance to your enemy.

Then one day your enemy stretches out his hand to you. Or sends a word re-opening negotiations. At first you feel upstaged then outraged then confused as to what to do. But grace hasn’t happened yet, until you look at your enemy again.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.