Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Domingo da quinta semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

“Disse-lhe Jesus: ‘Teu irmão ressuscitará’. Sei, disse Marta, que ressuscitará na ressurreição, no último dia!

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição, quem crê em mim, ainda que morra, viverá. E quem vive e crê em mim jamais morrerá. Crês nisso?”

Não sabemos qual era a altura de Jesus, nem qual era a sua refeição favorita. Em termos de uma moderna ideia de personalidade, não sabemos quase nada. Nem mesmo sabemos quais foram suas palavras exatas: partimos do pressuposto que ele falava o aramaico e, no entanto, os primeiros registros de suas frases estão em grego e, a cada par de anos surge uma nova tradução em nossas próprias línguas (sempre um pouco mais longa do que a anterior). Por todas essas razões, o próprio conceito de se acreditar em Jesus desperta profundo ceticismo. Podemos até mesmo menosprezar condescendentemente aqueles que acreditam.

Ele queria dizer crer em mim, ou ter fé em mim? Isso faz uma diferença, mas só se nos rendemos um pouco à nossa consciência saturada pela mídia e assoberbada pela celebridade.

Ter fé em alguém é entregar a nossa arrogância do sabe-tudo e, admitir que podemos saber menos ou, até mesmo, não saber nada, que estamos prontos para nos des-iludirmos. Por vezes, essa é a obra de um instante. Às vezes, isso pode levar toda uma vida. Muitas vezes, em nossos tempos, isso precisará esperar por nosso alento final. Será que a Quaresma da meditação faz alguma diferença nessa experiência da fé da qual depende toda crença?

Sim, ela faz.

 


 

Texto original em inglês

Sunday Lent Week 5

‘Your brother’ said Jesus to her ‘will rise again.’ Martha said, ‘I know he will rise again at the resurrection on the last day.’ Jesus said: ‘I am the resurrection and the life. If anyone believes in me, even though he dies he will live, and whoever lives and believes in me will never die. Do you believe this?’

We don’t know how tall Jesus was or what his favourite meal was. In terms of the modern idea of personality we know next to nothing. We don’t even know his exact words – we assume he spoke Aramaic and yet the first recorded sayings are in Greek and a new translation in our own languages appears every few years (each a little longer than the one before). For all these reasons alone the notion of believing Jesus arouses deep scepticism. We may even look down condescendingly on those who do believe.

Does he mean believe in me or have faith in me? That makes a difference but only if we yield a little in our media-saturated, celebrity-ridden consciousness. To have faith in someone is to surrender the arrogance of our knowing better and admitting that we may know less or even nothing – that we are ready to be dis-illusioned. Sometimes this is the work of an instant. Sometimes it takes a lifetime. Often, in our era, it may have to wait till our last breath. Does the Lent of meditation make any difference to this experience of faith upon which all belief must rely?

Yes it does.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.