Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Sexta-feira da quarta semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Recentemente eu comprei um computador e quando dei meu nome para o recibo o vendedor disse 'fantástico' e o escreveu.

Foi um gesto norteamericano de gentileza e um modo de dizer obrigado; mas eu fiquei a imaginar onde a nossa linguagem e nosso modo de nos comunicar estava nos levando. Se o que eu havia acabado de fazer era fantástico o que seria a hora gasta observando o nascer do sol sobre o horizonte do mar, ou a consciência crescente do modo de observar de um bebê, ou os momentos mais profundos de quietude e silêncio na meditação? À medida que nossa cultura se torna cada vez mais mecânica e digital, ela perde os rituais que então vêm a ser vistos como sendo ineficientes, turísticos ou pitorescos e ultrapassados.

Mas na verdade eles preservam modos essenciais de percepção e de partilha das grandes verdades comuns como nada mais pode fazê-lo. A meditação é essencial para a cultura em nosso tipo de crise transicional porque nos ajuda a reter um relacionamento sacramental e simbólico com a vida. Nesse relacionamento sustentamos uma conexão direta com o mistério vivo no qual nossos horizontes mudam necessariamente com a idade e o passar do tempo. A conexão com esse mistério é necessária para sustentar nossa conexão com o nosso eu verdadeiro e assim, de um modo íntimo e compassivo, com outras pessoas. Solte-se isso e tudo começa a desemaranhar. Mantenha-se isso e, à medida que evoluímos por entre as tragédias e comédias da vida, ainda poderemos ouvir as melodias da experiência que expressam verdades sutis que surgem até mesmo de transações muito comuns.

 


 

Texto original em inglês

Friday Lent Week 4

I bought a computer recently and when I gave my name for the receipt the salesman said 'awesome' and wrote it down. It was an American gesture of politeness and a way of saying thank you; but I wondered where language and our way of communicating was heading. If what I had just done was awesome what about the hour spent watching the sun rise over the horizon of the sea or the rising consciousness of a baby's way of gazing or the deepest moments of stillness and silence in meditation? As our culture becomes increasingly mechanical and digital it loses the rituals which then come to be seen as inefficient, touristy or quaint and outdated. But in reality they preserve essential modes of perception and the sharing of great common truths as nothing else can.

Meditation is essential for a culture in our kind of transitional crisis because it helps us retain a sacramental and symbolic relationship to life. In that relationship a direct connection is sustained with the living mystery in which our horizons necessarily shift with time and age. Connection to this mystery is necessary for sustaining our connection to our real selves and therefore, in a compassionate and intimate way, with other people. Lose this and it all begins to unravel. Maintain it and, as we evolve through the tragedies and comedies of life, the melodies of experience that express the subtle truths coming through even very ordinary transactions can still be heard.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.