Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Quarta-feira da quarta semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Equanimidade. Um dos frutos da prática espiritual, que equilibra as dimensões interior e exterior da consciência.

Ela nos lembra que a dualidade interior e exterior, que é pautada no senso comum, é na verdade transcendida ao nos aproximarmos batimento cardíaco pulsante da realidade viva.

O que realmente significa dizer que temos uma vida interior e uma vida exterior? Retire o observador onipresente e há somente vida, sempre fluindo. A equanimidade pode parecer e soar como uma estagnação maçante, uma rotina enfadonha que bloqueia o melhor (e o pior) que a vida oferece, um isolamento contra a mudança.  Na verdade, é a imobilidade dinâmica de um centro no qual todos os aspectos da experiência fluem para dentro e para fora - tal como uma grande cidade global, um importante terminal ferroviário ou uma casa onde somos conhecidos, alimentados e renovados. Tememos a equanimidade porque a confundimos com estagnação. Porque pensamos que se nos preservarmos de mergulhar nos vales escuros, também nos negaremos os cumes sensacionais. A meditação é um ato diário de equilíbrio sobre o fio da navalha da realidade. Ela nos refina - não só emocionalmente, mentalmente e psicologicamente - mas também leva embora o medo da vida. Uma vez que tenhamos aprendido verdadeiramente a amar a vida, o medo da morte se reduz a pouco mais do que um resquício psicológico.

 


 

Texto original em inglês

Wednesday Lent Week 4

Equanimity. One of the fruits of spiritual practice, balancing the inner and outer dimensions of consciousness. It reminds us that the very commonsensical duality of inner and outer is actually transcended as we come closer to the living, pulsing heart beat of reality. What really does it mean to say we have an inner life and an outer life? Remove the omnipresent observer and there is only life, ever flowing.

Equanimity can sound and seem like dull stagnation, a boring routine that blocks the best (and worst) that life offers, insulation against change. In fact, it is the dynamic stillness of a hub into which all aspects of experience flow in and out - like a great world city, a major railway terminus or a home where we are known, nurtured and renewed. We fear equanimity because we mistake it for stasis. Because, we think, if we protect ourselves from dipping into the dark valleys we will also deny ourselves the thrilling peaks. Meditation is a daily balancing act on the knife-edge of reality. It refines us - not only emotionally, mentally and psychologically - but also takes away the fear of life. Once we have learned truly to love life, the fear of death dwindles to little more than a psychological trace.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.