Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Domingo da quarta semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Jesus soube que o tinham expulsado e, quando o encontrou, lhe disse: “Tu crês no Filho do Homem?”.

“Senhor”, o homem respondeu, “mostre-me quem é Ele, para que eu possa crer”. Jesus disse: “Estás diante dele; ele está falando contigo”. Então o homem disse: “Senhor, eu creio” e o adorou.

Deus tem preferidos? Se tiver, então devem ser aqueles que foram rejeitados por seus semelhantes humanos e abandonados para sofrerem sozinhos. Na marginalidade, no limite do desespero, lá está a graça que não é prontamente avaliada por aqueles que apreciam a ilusão do poder e da autonomia. Mas mesmo nesta margem da respeitabilidade, onde a sociedade nega proteção a seus membros, a graça surge na forma de um questionamento ou de uma escolha. Se a graça não é livremente escolhida e aceita, torna-se uma imposição e Deus cria e recria mas não de forma patronal.

O cego que havia sido curado por Jesus tornou-se uma vítima da política religiosa e foi escolhido por quem o curou a fim de que se completasse o milagre. Aflição, perda de status e de perspectiva no futuro podem criar as condições ideais para a transcendência, embora ninguém as escolha deliberadamente. A palavra-chave neste ponto de pobreza é acreditar. Não se trata de um consentimento racional, mas da decisão de estar ligado a qualquer resquício de realidade que permanece em você. Se você diz “sim” em meio à negação, a revelação da verdade acontece, como uma chuva de pétalas de rosas caindo de um céu vazio. Seus olhos se abrem e você enxerga sem o ego.

 


 

Texto original em inglês

Sunday Lent Week 4

Jesus heard they had driven him away, and when he found him he said to him, ‘Do you believe in the Son of Man?’ ‘Sir,’ the man replied ‘tell me who he is so that I may believe in him.’ Jesus said, ‘You are looking at him; he is speaking to you.’ The man said, ‘Lord, I believe’, and worshipped him.

Does God have favourites? If yes, then they must be those who have been pushed away by their fellow human beings and left to suffer alone. There on the margins, on the edge of despair, there awaits a grace not so readily available to those who enjoy the illusion of power and autonomy. But even on those margins of respectability, where society ends the protection it gives to its members, the grace comes in the form of a question or choice. If grace is not freely chosen and accepted it becomes an imposition and God creates and re-creates but does not patronise.

The blind man who had been cured by Jesus became the victim of religious politics and was sought out by his healer in order to complete the miracle. Affliction, loss of status and of a future can create ideal conditions for transcendence, though no one would choose them. The key word at this point of poverty is ‘believe’. It is not about intellectual assent but the decision to stay related to whatever little of reality is left you. If you say yes in the midst of negation the revelation of truth happens, like a shower of rose petals falling from an empty sky. Your eyes are opened and you see without ego.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.