Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Quarta-feira da segunda semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Reflexões da Quaresma - Laurence Freeman

Somos seres dualistas com aspirações trinitárias. O modelo Cristão de Deus - da verdadeira natureza da realidade - possui uma dualidade Pai-Filho, transcendida pelo Espírito Santo.

Onde o Espírito está, há unidade, a cura da divisão e a reconciliação dos opostos. Estar preso no reino da dualidade sem o alento desta unidade é sufocante. Parece uma prisão da qual a única fuga é a fantasia.

Libertação, salvação, iluminação, a vivência do reino, proíbe-nos a escolha da fantasia ao nos abrir para a dimensão do Espírito e o mundo da não-dualidade. Claro que a vida normal continua - como o sistema binário dos computadores - mas se desdobra em um novo mundo, a respeito do qual a coisa mais surpreendente é a nitidez da realidade e a transparência dos limites.

 


 

Texto original em inglês

Wednesday Lent Week 2

We are dualistic beings with Trinitarian aspirations. The Christian model of God – of the true nature of reality – has a Father-Son duality transcended by the Holy Spirit. Where the Spirit is there is unity, the healing of division and the reconciliation of opposites. To be stuck in the realm of duality without the breath of this unity is stifling. It feels like a prison from which the only escape is fantasy.

Liberation, salvation, enlightenment, the kingdom experience, denies us the option of fantasy by opening us to the dimension of the Spirit and the world of non-duality. Of course, ordinary life continues – like the binary system of computers – but it unfolds in a new world, the most surprising thing about which is the sharpness of reality and the transparency of boundaries.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.