Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Sábado da 3ª Semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Nesta época do ano no hemisfério Norte, um jardineiro inexperiente reluta em podar os galhos e sebes que estão começando a brotar. Cortar os galhos parece uma ofensa contra o processo vital que está originando este novo ciclo; e você sente medo de interromper o crescimento para a nova estação.

É preciso a ajuda de um mentor mais experiente para dar início ao corte e à poda; e então, confiante, você se une a ele. Jesus gostava de usar imagens do crescimento e da expansão da natureza para ilustrar seus ensinamentos, mas ele também falava da necessidade de podar a vinha da vida.

É difícil fazer isso consigo mesmo, pois, compreensivelmente, nós estamos buscando expansão e enriquecimento. Esperamos colher frutos da meditação assim que começamos a praticá-la. Quando, a princípio, sentimos mais redução do que libertação e um aprofundamento silencioso no lugar de uma decolagem poderosa, nós nos rebelamos contra a natureza e tentamos assumir o controle outra vez.

Em breve, porém, a graça que atua na natureza se faz sentir como uma energia sutil de esperança e visão. Em nossa visão periférica, começamos a ver que um processo de transformação está de fato a caminho – alguma coisa nova está surgindo. Então a ferramenta de poda se torna amiga e o mantra penetra no solo fértil do coração.

 



Texto original em inglês

Saturday Lent Week 3

By Laurence Freeman OSB

An inexperienced gardener at this time of year in the northern hemisphere struggles against pruning the branches and hedges that are just beginning to bud. Cutting the branches back seems like an offence against the life-process that is breaking into its new cycle; and there is the fear that you will stunt growth for the new season.

It needs a more experienced mentor to start the cutting and slicing on your behalf; and then, trusting him, you join in. Jesus liked to uses images of growth and expansion from the natural world to illustrate his teaching but he also spoke of the need for pruning the vine of life.

It is hard to do this to ourselves because understandably we are looking for expansion and enrichment. We expect to get fruits from the meditation as soon as we start. When at first we feel reduction rather than release and a quiet deepening rather than a mighty blast-off, we rebel against nature and try to take control again.

Soon however the grace that works in nature makes itself felt as a subtle energy of hope and vision. In our peripheral vision we start to see that a process of transformation is in fact underway – something new is coming into being. Then the pruning knife becomes a friend and the mantra sinks into the rich soil of the heart.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.