Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Sábado da 4ª Semana da Quaresma

D. Laurence Freeman

Habemus papam. Foi dada à Quaresma uma dimensão nova. Que Francisco seja abençoado.

Não tanto tempo atrás teria levado dias ou semanas para que se propagasse a notícia de um novo Papa. Hoje estamos todos ali na Praça assim que é dada a notícia. As primeiras impressões se formam global e instantaneamente. Ele parece ter o dom de causar uma impressão sem tentar, o que é chamado de humildade. Em minutos ele foi pesquisado no Google por milhões de pessoas e previsões e avaliações de experts estão se acumulando. Além disso, havia muitos milhares ali fisicamente, de pé no frio e literalmente cantando na chuva. A alegria da multidão na Praça de São Pedro era algo muito diferente dos comentários das “autoridades no assunto” e a cautelosa reação dos observadores distantes. Trata-se de um ritual e rituais demandam presença física e participação. Há um tipo de conhecimento e revelação que só chega àqueles que estão tomando parte no ritual, mesmo que eles não consigam uma boa visão ou ouçam claramente o anúncio de seu nome. Foi deles a imediata experiência de alívio - ninguém gosta de estar num navio sem capitão. Mas também de esperança.

Papa Francisco redespertou essa esperança em muitos através de uma maravilhosa economia de gestos – seu humor, sua escolha de nome, seu pedido pela benção antes de dar a benção, sua quietude perante a aclamação da multidão e sua profunda reverência na oração silenciosa.

Não podemos viver bem sem esperança e essa virtude chave da vida pode ser minada e se desgastar com o tempo. Estamos ansiosos para que nossos líderes a redespertem e, de fato, isso faz parte do trabalho e do serviço deles. Mas, então, nós facilmente projetamos expectativas irrealistas sobre eles. Podemos até mitificá-los assim que estejam diante de nós. É por isso que as gentis e graciosas palavras de Francisco sobre seu predecessor foram esperançosas também: a renúncia de um papa re-humaniza o posto. E os primeiros gestos simbólicos de Francisco parecem querer lembrar-nos da humanidade de Cristo e, conseqüentemente, da nossa própria.

Neste sentido a eleição do Papa Francisco não é uma distração no período da Quaresma mas uma exaltação de seu significado.

 



Texto original em inglês

Saturay Lent Week 3

By Laurence Freeman OSB

Habemus papam. Lent is given a new dimension. May Francis be blessed.

Not so long ago it would have taken days or weeks to spread the news of a new Pope. Today we are all there in the Square as the news breaks. First impressions are made globally and instantly. He seems to have the gift of making an impression without trying to, which is called humility. Within minutes he has been googled by millions and predictions and evaluations are piling up from experts.
Yet there were also many thousands there physically, standing in the cold and indeed singing in the rain. The joyfulness of the crowds in St Peter’s Square was a very different thing from the commentaries of pundits and the cautious response of distant observers. It is a ritual and rituals require physical presence and participation. There is a kind of knowledge and insight that comes only to those who are taking part in the ritual, even if they don’t get a good view or clearly hear his name pronounced. Theirs was the immediate knowledge of relief – no one likes to be on a ship without a captain. But also of hope.

Pope Francis reawakened that hope in many by a wonderful economy of gestures – his humour, his choice of name, his asking to be blessed before he gave a blessing, his stillness before the cheering crowds and his bowing low in silent prayer.

We cannot live well without hope and this key virtue of life can be eroded and sapped over time. We are eager to have it reawakened by our leaders and indeed that is part of their work and service. But then we easily project unrealistic expectations on them. We may even mythologise them as they stand before us. That is why Francis’ gentle and gracious words about his predecessor were hopeful too – the resignation of a pope re-humanizes the office. And Francis’s first symbolic gestures seem to want to remind us of the humanity of Christ - and therefore of our own.

In this sense the election of Pope Francis is not a distraction from the season of Lent but a magnification of its meaning.

 

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.